1 de out de 2009

Maria de Todas as Graças

À noite,
ela me agasalha
em seu útero de luz
e sentimento.
De dia,
ela me acompanha,
indicando trilhas
com seus passos.

Onipresente.
Mãe extremada.
Tudo,
quando a vida
parece dizer "nada".

Contar das graças
que recebo,
deixar correr grata
a emoção em lágrima,
tudo é pouco
quando todas
são as bênçãos
de minha Maria,
nossa Maria,
a que vela por nós
quando imaginamos
estar sós.